PND a virtude da direita radical


O Partido da Nova Democracia rejeitou esta segunda-feira o casamento entre homossexuais alegando que a proposta «contraria o sentimento da maioria esmagadora dos portugueses», noticia a Lusa.

O PND rejeitou em comunicado a possibilidade da união civil entre pessoas do mesmo sexo, reafirmando a intenção de lutar contra uma proposta que condiciona o «direito intransponível à diferença».

No mesmo documento, o PND refere ainda que «os candidatos do Partido Socialista à Assembleia da República» têm o dever de não dar o seu voto a uma lei que «contraria o sentimento da maioria esmagadora dos portugueses».

+info: http://diario.iol.pt/politica/gays-pnd-homossexuais-casamento-homossexual-iol-socrates/1034077-4072.html

2 comentários:

Héliocoptero disse...

Alguém me explica o que é o "direito intransponível à diferença"? Será a diferença legalmente consagrada?

A... disse...

Se calhar foi por ter acordo há pouco tempo e não tenho a cabeça a trabalhar a 100% mas..."condiciona o «direito intransponível à diferença»"? Não percebi...
E quando dizem que a lei "contraria o sentimento da maioria esmagadora dos portugueses", não estão a ser infantis? Como é que se podem apoiar nessa afirmação? Afinal as novelas que a "maioria esmagadora" vê já têm personagens gays por isso o povo deve de estar habituado(riso)...Que parem de ser crianças e não obstruam a felicidade dos outros com esses medos mesquinhos...