Jesus discriminaria?


"Somos católicos e queremos participar na vida sacramental da Igreja. Jesus nunca se pronunciou em relação à homossexualidade mas a tradição da Igreja sim", explica 'José', simplesmente José, justificando o anonimato com o facto de muitos dos elementos do Rumos Novos estarem integrados nas suas paróquias - alguns como orientadores pastorais - e onde ninguém sabe da sua associação ao movimento."


Hoje o JN faz uma reportagem sobre o I Encontro Ibérico de Grupos Homossexuais Cristãos organizado pela associação Rumos Novos.



3 comentários:

Philip disse...

Eu acho rídiculo. Se eles não nos aceitam... se eles estão errados porque é batem na mesma tecla? Porque é que nós os temos que aceitar a eles?!

São eles qe tão errados e não nós.

S.M. disse...

Não é uma questão de aceitar´, é uma questão de desmascarar a hipocrisia de uma Igreja que se diz cristã, mas não o é. Ainda que individualmente, membros da ICAR não compreendam a homosexualidade, quem são eles para julgar, para discriminar? Quem se sente em condições de atirar a primeira pedra? Se acreditam em Jesus Cristo e na Lei do Amor porque insistem no Velho Testamento quando lhes convém? Penso que é muito positivo existirem estes grupos, porque a fé não depende da raça, cor de pele, credo, género ou orientação sexual.São coisas sem qualquer relação.

x-pressiongirl disse...

Já dizia aquele belíssimo senhor "A religião é o ópio do povo".